O 1º Festival de Cinema de Planaltina vem mostrar o poder e os afetos que emergem das periferias, fortalecer e reafirmar a pluralidade brasileira, possibilitar diálogos e parcerias, contribuir para  reconhecimento e novos protagonismos, além de tornarmos referência e patrimônio audiovisual em Planaltina.

Desejamos fomentar o cinema independente em contraposição a situação de exclusão ou de pouca visibilidade que têm não só as periferias brasileiras, mas todas e todos moradores de comunidades do Brasil.

Com o tema curatorial “Cinema: poéticas de resistências”, o Motriz selecionará, através de chamamento público, filmes curtas-metragens, que exaltam a diversidade de corpos, suporte de saberes e memórias de pessoas que reinventam a vida e ressaltam suas potências, territórios, lutas, vitórias e cotidianos.

Acreditamos que, a partir do contato com histórias de resistências em formato cinematográfico, podemos instigar a reflexão crítica sobre possibilidades de formação, informação e organização social contra-hegemônicas, especialmente para  o momento histórico que o Brasil atravessa.

Motriz é movimento, descentralização de cultura e acesso ao cinema em Planaltina, cidade mais antiga o Distrito Federal, mas que não possui nenhum espaço de cinema. Serão três dias de exibições cinematográficas, debates, saraus e shows de artistas regionais no Complexo Cultural de Planaltina.

Inscrições de curtas ficam abertas até 9 de fevereiro. Os filmes escolhidos serão exibidos nas mostras competitiva e paralela. Acontecerão também seminários, oficina e sessões de cineclube em escolas da rede pública e outros espaços culturais de Planaltina. Todas as atividades são gratuitas e abertas ao público. Em breve disponibilizaremos a programação completa.

Realização: Motriz – Festival de Cinema de Planaltina

Este projeto conta com recursos do Fundo de Apoio à Cultura do Distrito Federal.